God bless you !

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Santiago de Compostela "O campo de estrelas"

Eu estava lendo um fascículo de lugares sagrados, e me chamou muito atenção. Santiago de Compostela
"O campo de estrelas". Conta-se a história de um eremita, que teve a visão de uma chuva de estrelas
que caía sobre um monte na Galícia, Espanha. O lugar ficou conhecido como Compostela - "campo de estrelas". Logo depois achou-se no local um altar enterrado, contendo ossos humanos atribuídos a Tiago Maior, um dos discípulos de Jesus. Segundo a lenda, os restos vieram do Egito, após o martírio do santo supliciado por Herodes. A Espanha vivia então sob domínio árabe, e Compostela rapidamente tornou-se um lugar de importância religiosa e política. São Tiago (Tiago) foi adotado como padroeiro da Espanha cristã contra os mulçumanos. O rei Afonso II foi lá prestar homenagens e mandou construir uma capela. Afonso III a refez, em pedra. A cidade que cresceu ao redor tornou-se o mais importante centro europeu de peregrinação, depois de Roma e Jerusalém. A lenda rapidamente incluiu Carlos Magno que teria sonhado que São Tiago lhe informava o lugar de seu túmulo na Galícia. O caminho da França a Santiago tinha várias hospedarias para romeiros.
Eu li quase todo o fascículo, como cristã e estudante creio que estudar nunca é demais.
Eu tenho a minha opinião, e vou escreve-la. Na palavra de Deus está escrito, 
Sede santos, porque eu sou santo.” 1Pedro 1.16. Então Jesus ensinava seus discípulos a ser
homens corretos, justos, e santo. Mas a santidade que eu estou querendo dizer, é aquela que justamente
Jesus nos ensinou, o que não significa que deixamos de ser pecadores. Somos pecadores, mais a partir do momento que seguimos a Jesus, selamos um compromisso de dar nosso melhor, e imitamos Jesus.
Tiago foi um homem santo, mas ele foi apenas um homem, e não pode interceder por ninguém.
Eu estou tentando esclarecer aqui, que os Santos não pode interceder por ninguém, nem São Pedro, São Tiago ,nem São Lucas, nem a Madri Teresa e assim sucessivamente [...] A história destes Santos foi linda,
um exemplo a ser seguido, mas não adorado.
Essa história/lenda que escrevi acima não é nem metade do que eu li, e como vemos, as pessoas desde a
antiguidade confundem Santidade com religiosidade. Tudo o que era achado, já era motivo de adoração,
eles adoravam pedras, madeiras [...], isso não edifica ninguém, não podemos colocar nossa fé numa simples pedra, e sim, em Deus aquele que é DIGNO.

Amanhã eu vou escrever aqui a história de São Basílio "A grande catedral de Ivão, O terrível",
para vocês entender melhor, e saber distinguir o certo, do errado.
God Bless.

0 comentários:

© 2011 Its Ketylin, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena